segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Gestão de carreiras - Parte VI


Caros amigos

Agora, vamos nos posicionar como fornecedores de produtos e/ou serviços. Questões qualitativas e quantitativas precisam ser respondidas nessa fase do planejamento. A correta identificação do mercado consumidor, nos dá indícios sobre: quem serão meus clientes, qual sua concentração e localização, sensibilidade a preço, contribuição para o faturamento, esses são alguns dos aspectos que precisam ser corretamente identificados.

O ambiente que define o poder de barganha dos clientes é composto não somente por variáveis envolvidas no relacionamento entre você e seus clientes, mas, também de variáveis externas como a concorrência onde age a lei de OFERTA X DEMANDA, o nível de dependência dos seus serviços e/ou produtos, o porte dos seus clientes entre outras.

Diante disso, percebe-se que o mercado consumidor pode ditar as regras e que o posicionamento profissional nem sempre é o que desejamos. O que ajuda o profissional a minimizar esse aspecto é o aumento da empregabilidade, o que significa, estar sempre apto e possuir a capacidade de evoluir de acordo com o mercado. Profissionais com essas características, são sempre mais valorizados e requisitados.

Vamos fazer uma breve análise e escolher entre duas profissões bem distintas, supondo que você possui habilidade para desempenhar qualquer uma das duas.

  1. Violinista
    Salário médio: R$: 5.000,00
  2. Técnico em manutenção de computadores
    Salário médio: R$: 1.500,00 (nível médio) até R$: 2.500,00 (nível superior)
    Obs.: Os valores citados acima não mantém o mesmo padrão para todas as regiões do país.

Levando em consideração os dados citados anteriormente, qual seria uma melhor carreira a ser seguida?

Obviamente o fator remuneração é um bom critério de avaliação, porém, a muito tempo deixou de ser decisivo, existindo todo um contexto que influi diretamente no processo decisório, vamos utilizar alguns parâmetros para nortear a nossa análise e decidir entre ser um violinista ou um técnico de manutenção de computadores.

  • Quem irá consumir meus produtos e/ou serviços?

É extremante importante que essa pergunta seja respondida corretamente. O que implica em uma ampla análise do mercado consumidor. Onde no mínimo precisam ser respondidas as seguintes questões: Quem são meus clientes? Onde estão? Quantos são?

Desenvolva um cenário comparativo sobre o mercado para o violinista e para o técnico em manutenção. Utilize um nível de análise básico e responda as questões acima.

  • Concorrência

Um outro fator que não deve ser esquecido é qual o nível de concorrência eu terei na minha carreira, por exemplo: Quantos novos violinistas são inseridos no mercado anualmente? Quantos técnicos em manutenção são inseridos? Uma análise superficial já deciria pela primeira carreira, onde se tem maiores salários e menor concorrência, mercado ideal. Porém, outros fatores podem desequilibrar essa equação e uma pergunta nunca pode ser respondida fora do contexto geral.

  • Concentração de clientes.
Esse tópico envolve as questões sobre localização e quantidade de clientes. Se você identificou uma baixa concentração de clientes e um alto nível de concorrência, o mercado fará com que você tenha um menor poder de negociação. Ainda, considerando que níveis muito baixos de potenciais consumidores podem inviabilizar sua carreira.
A análise que foi proposta é bem básica, existem técnicas apuradas para avaliação de mercados consumidores, e lembre-se, mercado total não é mercado potencial e mercado potencial não é a massa de clientes que você irá atingir.
Um abraço e até o próximo post.

Um comentário:

Mi Sereia disse...

Esqueceu o blog foi? :P
Quando atualizar me avisa ;)
Bjinhos mil querido =******